Todos os horários+horarios
BRING IT

“CHEERLEADERS” RADICAIS

Para ser uma “cheerleader”, ou seja, uma torcedora profissional, muito comum em times dos Estados Unidos, é preciso esforço, disciplina e trabalho duro. Elas são responsáveis por acalmar sua equipe e entreter o público, de maneiras bastante criativas. Essas mulheres não se conformam com nada e realizam tarefas cada vez mais incríveis diante de multidões cada vez mais exigentes.

Mas, o que uma “cheerleader” faz quando seu time não está jogando? Ajudam velhinhos a atravessar a rua? Fazem pirâmides humanas para trocar lâmpadas? Ou fazem canções divertidas enquanto esperam uma pizza?

Havia terminado a temporada, e os Jacksonville Jaguars descansavam em suas casas, certamente tomando cerveja estarrados em frente à televisão, assistindo suas melhores jogadas. Mas as “cheerleaders” não descansavam (nem mesmo a mascote da equipe, Jaxson), e viram o estádio vazio como uma oportunidade.

Estas mulheres ferozes (e a mascote ainda mais feroz) aproveitaram que o EverBank Field estava disponível somente para elas e realizaram uma prova extrema: fizeram bungee jumping de uma das torres de iluminação. Como se fosse pouco, cada uma tinha uma câmera amarrada para registrar segundo a segundo a incrível façanha. Imagina saltar de 60 metros de altura e sorrir para a câmera ao mesmo tempo… sem soltar os pompons!!

O vídeo foi realizado por Devin Graham (aliás, Devin Supertramp), que se dedica a produzir vídeos de aventuras e esportes radicais. Ao assisti-lo, não restam duvidas: ser cheerleader é um esporte radical! As imagens deixam as pessoas boquiabertas.
E não será de se estranhar se essas garotas decidirem fazer bungee jumping com o estádio cheio, durante uma das partidas. Se for assim, os Jacksonville Jaguars não correm o menor risco de perder.
A destreza e a audácia dessas mulheres não têm limites. Se você quiser ver outras provas de cheerleaders radicais, não perca Bring it! .