Todos os horários+horarios
MAIS LIFETIME

Vítima de um casamento arranjado aos 13 anos, ela fugiu de seu país e agora quer ajudar mulheres na mesma situação

Com apenas 13 anos de idade, Mariama Bah teve que abrir mão da sua infância e de seus estudos para virar esposa de um homem mais velho em um casamento arranjado.

Como já era de se esperar, o casamento não deu certo. Não demorou para que Mariama passasse a sofrer constantes ameaças por parte do seu marido. Sem perspectivas de melhorar de vida, Mariama resolveu que fugir seria a única solução. 

Em 2014, ela deixou para trás o seu país, a Gâmbia, e toda sua família para tentar uma vida nova no Brasil. 

Por aqui, passou por uns maus bocados tentando se manter. Sem falar português, e diante de uma enorme diferença cultural, ficou um bom tempo sem conseguir emprego, sobrevivendo de bicos que fazia como cabeleireira.  

Mas Mariama está, aos poucos, reconstruindo seus sonhos. 

Com ajuda de organizações que apoiam refugiados, conseguiu uma bolsa para estudar Relações Internacionais numa universidade brasileira e hoje trabalha como professora de inglês e auxiliar administrativa. 

Com a faculdade, ela quer adquirir os conhecimentos necessários para poder ajudar outras mulheres refugiadas em situações parecidas com a dela. 

Hoje, aos 28 anos, ela diz que “gostaria de desenvolver um trabalho na área da educação, sobretudo para empoderar mulheres. Vim de uma cultura com tradições muito fortes, onde o papel feminino era apenas o de se casar e cuidar da casa e dos filhos. Quero ter independência e uma carreira, realizações que nenhuma mulher da minha família conseguiu”. 

Mariama conta que parar com os estudos para casar foi um dos momentos mais tristes de sua vida. Agora, ela quer recuperar o tempo perdido, terminar a graduação e na sequência ainda conseguir fazer um doutorado. 


Acompanhe a vida de pessoas que só irão se conhecer no dia do casório: CASAMENTOS ARRANJADOS - Terça, 20h30


Fonte: Extra | Imagem: Victor Curi