13:00 hs
BRING IT!
14:00 hs
JANE THE VIRGIN
15:00 hs
PROJECT RUNWAY
16:00 hs
JANE THE VIRGIN
Todos os horários+horarios
EMPODERAMENTO

Oficial da marinha se alista para ser a primeira mulher a fazer parte dos Navy SEALs

Uma mulher treinará com outros oficiais em potencial no verão americano deste ano, com a esperança de se tornar a primeira SEAL feminina da marinha dos Estados Unidos. Os SEALs são classificados como “a melhor força de Operações Especiais” e constituem um regimento de elite.

 

A candidata, uma oficial da marinha, e outra mulher se alistaram e são as primeiras mulheres a querer fazer parte dessa equipe. E para proteger sua segurança pessoal, não revelaram suas identidades.

 

Essas mulheres já fizeram história, mas ainda enfrentam um longo caminho pela frente: a formação e os difíceis testes antes de entrarem para a equipe. “As candidatas passarão por meses de treinamento na marinha e por avaliações de seu desempenho”, afirmou Mark Walton, porta-voz do Naval Special Warfare Command.

 

A formação começa com dois meses de intenso treinamento físico em Illinois. As etapas seguintes incluem o “condicionamento básico”, o combate de mergulho e o treinamento de combate terrestre. Há uma semana do condicionamento básico que é conhecida como “A semana do inferno – O teste definitivo da vontade de um homem”, de acordo com o site dos SEALs.

O treinamento foi “concebido para eliminar os fracos”, adverte novamente o site dos SEALs. Trata-se de uma descrição fidedigna, se levarmos em consideração que a maioria dos candidatos não consegue ingressar na unidade: 73% é a porcentagem média dos que ficam fora todos os anos, de acordo com o Centro Naval de Guerra Especial.

 

Até janeiro de 2016, não era permitido que as mulheres desempenhassem as funções de combate que integram as forças especiais de operação, como os SEAL e os SWCC. Mas foi somente agora que surgiram candidatas dispostas a provocar essa mudança história.

 


Fonte: dailymail.co.uk  
Imagem: Facebook.com