Todos os horários+horarios
MAIS LIFETIME

A duvidosa desculpa do bispo que assediou Ariana Grande

Em 16 de agosto, faleceu a lenda do soul Aretha Franklin e, para sua despedida, foi organizada uma cerimônia fúnebre na cidade de Detroit, nos Estados Unidos, marcada pela presença de milhares de fãs, políticos e ativistas dos direitos afroamericanos. O evento foi conduzido pelo bispo Charles Ellis, pastor no Templo Greater Grace e contou com a presença de numerosas celebridades que homenagearam a cantora interpretando suas canções.

Nos dias posteriores à cerimônia, um vídeo viralizou, mostrando o bispo anfitrião assediando Ariana Grande, logo após sua apresentação de “(You make me feel like) A Natural Woman”. As imagens mostram Charles Ellis abraçando a jovem com força e tocando repetidamente (como se fosse um acidente) em seu seio direito. O repúdio tomou conta das redes sociais, com a hashtag #RespectAriana e o pastor teve que pedir desculpas públicas. 

“Eu nunca tocaria nos seios de uma mulher”, afirmou o homem, apesar de no vídeo se observar com clareza como Ellis toca o seio de Ariana, que, em vários momentos, se afasta, incomodada com o abraço. “Talvez eu tenha excedido os limites”, encerrou o pastor com uma duvidosa desculpa. 


Elas são capazes de enxergar o que ninguém mais vê. CRIANÇAS MÉDIUNS: sexta, 21h30


Fonte: Actitud Fem